Resenha: Para onde vai o amor? – Fabrício Carpinejar

Título: Para onde vai o amor?
Autor: Fabrício Carpinejar
Número de páginas: 176
Editora: Bertrand Brasil

“Você que está vendo este livro com dúvida se precisa dele, você não precisa dele, precisa de si, vive caçando uma palavra que confirme o que deseja, está atrás de um escritor que possa lhe recomendar de volta para quem brigou, com capacidade de explicar o que sente e traduzir seus tormentos. Mas já sabe o que deseja, não há como convencer do contrário, os amigos mostraram que seu relacionamento não tem futuro. Não acredita neles, acredita somente no milagre. E como justificar um milagre, ainda mais para quem não tem mais fé? Eu entendo o que está passando: sua raiva, sua amargura, seu cinismo, seu desencanto. Percebeu que a razão não conforta, que a vingança ou o perdão não ressuscita a tranquilidade, que o fundo do poço nunca se equivale ao nosso fundo. Você parece normal, mas todo mundo deixa de ser normal quando se apaixona e se separa. Se sua expectativa é por uma solução, eu guardo apenas uma certeza que trará alívio mais adiante: você não vai desistir. Quando diz que acabou a relação, é que está procurando um outro jeito de recomeçar. Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar apresenta 42 textos que sobre amor, desilusão amorosa, casamento, divórcio, saudade e outros sentimentos que compõem os relacionamentos.”

Adoro livro de contos e crônicas, e adoro mais ainda ler crônicas de escritores brasileiros. Esse foi o primeiro livro que li do Fabrício Carpinejar e esse gaúcho já ganhou meu coração com suas palavras.
Nesse livro especificamente os textos falam sobre a vida de um casal, conflitos, amor, separação e saudade.
O que mais me chamou atenção é que é possível se identificar em alguns momentos nas suas crônicas. Os textos são leve, retratam coisas do cotidiano da vida a dois, mas não se engane, apesar dos textos leves a cada página é um convite para uma reflexão.

Deixarei aqui um os textos que mais gostei:

“A VERDADEIRA JANELA

Quando o destino fecha uma porta, temos o costume de ajudar o azar e dar mais uma volta na chave. Terminamos nos trancando ainda mais. Aproveitamos para nos isolar ainda mais.
Entramos no modo conspiratório: o mundo está contra nós.
A paranoia é o mel para atrair coisas ruins.
Mas poderia ser diferente.
Quando o destino fecha uma porta, poderíamos abrir o vestido da esposa.
Quando o destino fecha uma porta, poderíamos abrir uma garrafa de vinho.
Quando o destino fecha uma porta, poderíamos abrir um livro.
Quando o destino fecha uma porta, poderíamos abrir uma lata de leite condensado.
Quando o destino fecha uma porta, poderíamos abrir uma amizade.
Quando o destino fecha uma porta, poderíamos abrir nossas gavetas e arrumar a bagunça.
Quando o destino fecha uma porta, poderíamos abrir a cabeça e parar de culpar o destino.”

É sempre bom apreciar o quão rica a nossa literatura brasileira é. Fabrício Carpinejar conseguiu com esse livro deixar o meu coração acelerado, me fez sorrir dentro o ônibus indo trabalhar, encheu meus olhos de lágrimas. Acho uma delícia quando um livro causa tantas sensações.
Está super recomendado! É um livro curtinho, é possível ler um poucos dias.

Você já leu? Se sim me conta nos comentários o que achou. Se não, pretende ler?

Caso queira conhecer mais sobre o autor ele possui um blog: http://carpinejar.blogspot.com.br/?m=1 

5 comentários em “Resenha: Para onde vai o amor? – Fabrício Carpinejar

  1. “Realmente o amor não é para os fracos. O amor é para aqueles que se dispõe a sair de sua zona de conforto e se doar sem esperar nada em troca.” Sou fã de Contos e Crônicas. Esse livro do Carpintejar eu já tinha visto, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Desde já, o coloco em minha meta de leitura para 2017. Parabéns pelo post! Nosso trabalho enquanto blogueiro(a) literário enriquece ainda mais a literatura, seja ela nacional ou não. Bom trabalho! Vá Além!

  2. Oi!
    Já li várias frases do autor e até tenho um livro dele na estante, mas não é esse. Eu super leria esse livro pois gosto de crônicas, em especial sobre relacionamentos 🙂

    Duas Leitoras – no Top Comentarista de Abril você pode escolher entre 4 livros!

Deixe uma resposta