Dica de filme: Histórias Cruzadas

Com mais um feriado chegando o blog está trazendo mais um dica de filme. O filme da vez chama-se Histórias Cruzadas. Esse filme foi baseado no livro The Help, da autora Kathryn Stockett, no Brasil o livro foi traduzido e ficou com o título de A Resposta e foi publicado pela editora Bertrand Brasil.

O filme é ambientado no Mississipi no auge dos anos 60, onde a população negra ainda era vista com inferior e sofria muita humilhação. No filme vamos ver, basicamente, a luta das empregas negras para conquistar seus direitos civis.

Skeeter (Emma Stone) é a única do seu clico de amizade que enxerga que essas mulheres devem ser tratadas de modo igual. O sonho Skeeter é ser escritora e ela tem um ideia brilhante para dar voz as mulheres negras, ela decide publicar um livro com os relatos dessas mulheres que criam os filhos do patrão e deixam os próprio filhos de lado, que suportam a humilhação porque precisam do dinheiro para se sustentar, que precisam usar banheiros separados das pessoas brancas. Convencer as empregadas não foi nada fácil, elas tinha medo de alguma punição caso alguém descobrisse, mas como estavam cansadas de serem oprimidas aceitam o convite e vamos emocionar e rir vendo a jornada até a publicação do livro.

O diretor e roteirista do filme é Tate Taylor, que escolheu um elenco de peso para dar vida aos personagens. Vamos ter nesse elenco a Octavia Spencer, ela trouxe um toque de humor ao filme com os seus relatos ilariantes sobre a vida com as patroas, Violas Davis, Jessica Chastain, entre outras atrizes brilhantes. Sim, o elenco é 99% feminino, a participação de personagens masculinos é quase ingnificante.

Histórias Cruzadas recebeu quatro indicações ao Oscar: melhor filme, atriz (Viola Davis) e atriz coadjuvante (para Octavia Spencer e Jessica Chastain).
Está disponível no Netflix.

10 comentários em “Dica de filme: Histórias Cruzadas

  1. Olá, obrigada pela indicação. Eu tenho muita vontade de ler o livro, mas também quero ver o filme. Acho a história super interessante, ainda mais por se passar em outra época e por trazer mulheres como destaque.

  2. Olá!
    Já assisti o filme e amei. Sou branca e meu marido é negro. Me dói ver o racismo tão presente ainda hoje, numa sociedade que diz que “evoluiu”. É um tema que mexe comigo e ver a coragem de pessoas que ousaram ser diferentes num ambiente completamente racista, tratando todos como iguais (porque somos mesmo), me enche de orgulho de alguns humaninhos.
    Parabéns pela resenha.
    🙂

  3. Olá, tudo bem?
    AMOOOOO ESSE FILME! Sempre choro horrores de tanto rir, mas confesso que acho um filme necessário na vida de todos. Além de ser incrível, trata de coisas que os negros ainda tem que viver na nossa sociedade, o que é lamentável. Vale muito a pena assistir esse filme, parabéns pela resenha. Gostei bastante.
    Bjos.

  4. Já li o livro em que o filme se baseou e amei muito, fiquei bem chocada com algumas coisas a que as empregadas eram submetidas. Não sabia que a adaptação estava disponível no Netflix, é um enredo de peso mesmo e com certeza vou querer assistir.

  5. Oie><

    Eu não conhecia o filme, e me arrependo, porque depois de ler sua crítica, fiquei com muita vontade de ver. A gente pensa que são temas que já estão ultrapassados, mas que nada. Ainda, nos dias de hoje, pessoas passam por esse tipo de situação.

    E eu me imagino chorando bastante enquanto assisto rsrs sou meio manteiga derretida, sabe?

    Beijos

  6. Nossaaaaa, não conhecia o livro, nem o filme! Já está na minha lista. Adorei a dica, gosto muito desse elenco e amei a capa, estar no Netflix ajudou bastante. Anotado!

    Nara Dias
    Viagens de Papel

  7. Olá!
    Eu conhecia o filme quando ele foi lançado, e fiquei com muita vontade de assistir na época, mas acabei esquecendo e deixei de lado. Adorei essa sua postagem e acredito que é um ótimo filme para se assistir nesse fim de semana.
    Beijos.

Deixe uma resposta